computador de mesaAC: Autoridade Certificadora

Adware: Do inglês Advertising Software. Software desenvolvido para apresentar propagandas.

Antivírus: Programa desenvolvido para detectar, prevenir e eliminar vírus de um computador.

Artefato: Qualquer informação que é deixada por um invasor em um sistema corrompido.

Assinatura digital: Código que é utilizado para verificar a identidade e integridade de uma mensagem.

Atacante: Pessoa responsável por um ataque, uma tentativa de acesso ou de uso não autorizado de um programa/computador.

Bluetooth: Tecnologia de radiofrequência de curto alcance, que é utilizada para transmissão de dados.

Cavalo de Troia: Tipo de vírus que que permite total acesso remoto à máquina após a infecção. É recebido normalmente recebido em cartões virtuais, álbuns de fotos, jogos, etc.

Certificado digital: É um documento 'virtual', que é assinado digitalmente e contém os dados que identificam uma pessoa ou instituição.

Código malicioso: Termo geral que diz respeito aos tipos de programa que executam ações maldosas.

Correção de segurança: Correção que tem o objetivo de eliminar falhas de segurança em um software ou sistema.

Criptografia: Ciência que tem como objetivo escrever mensagens em código. É usada para autentificar a identidade de usuários, transações bancárias, etc.

DDos: Distributed Denial of Service. Ataque de negação que ocorre quando um conjunto de computadores tenta tirar de operação o serviço de outros computadores, redes ou programas.

DNS: Domain Name System. É um tipo de serviço que faz a tradução de nomes de domínios para endereços IP e vice-versa.

DoS: Denial of Service. Negação de serviço.

E-commerce: Comércio eletrônico.

Endereço de IP: Endereço que indica o local de um computador, ou outro equipamento, em uma rede.

Engenharia social: É um método de ataque onde usando a persuasão para abusar da ingenuidade ou confiança do usuário, com o objetivo de obter informações pessoais.

Exploit: Programa malicioso feito para explorar a vulnerabilidade de um computador/software.

Firewall: Dispositivo utilizado para controlar o acesso nas redes de computadores.

Firewall pessoas: Dispositivo usado para proteger apenas um computador contra acessos não autorizados.

GnuPG: É um conjunto de programas grátis que oferece criptografia das seguintes chaves: única, pública e privada, com assinatura digital.

HTML( HyperText Markup Language): É um protocolo usado para transferência de páginas da Web entre o servidor e o cliente.

HTPPS: Especifica a utilidade de HTTP, através de um mecanismo de segurança.

IDS: Intrusion Detection System. Programa com a função de detectar atividades não autorizadas no computador.

Invasão: Ataque que é bem-sucedido e resulta no acesso de um computador.

Invasor: Pessoa que realiza a invasão.

Keylogger: Aplicativos que têm a finalidade de capturar o que é digitado, no teclado, pelo usuário.

Log: Registro de atividades que são geradas por programa.

Malware (Malicious software): Software malicioso. Código malicioso.

MMS: Multimedia Message Service. Tecnologia utilizada para transmissão de dados, em telefonia celular (Ex.: texto, imagem, áudio e vídeo).

Modem: Dispositivo usado para o envio e recebimento de dados através de linhas telefônicas.

Negação de serviço: Atividade em que o atacante utiliza-se de um computador para tirar outros de operação.

Password: Senha.

PGP (Pretty Good Privacy): Programa de implementação de criptografia de chave única, pública, privada e assinatura digital.

Phishing: Fraude que acontece através do envio de mensagens não solicitadas.

Proxy: Servidor que repassa dados do usuário à frente. O usuário conecta-se ao servidor proxy para requisitar um serviço para outro servidor.

Rede sem fio: É a rede que faz transmissão de dados por sinal de rádio.

Rootkit: É um conjunto de programas que escondem e asseguram um 'invasor' em um computador infectado.

Scam: Ações maliciosas que geralmente têm como objetivo obter vantagens de ordem financeira.

Scan/Scanner: Técnica para fazer varreduras em redes e computadores, com o intuito de encontrar vírus ou modificações não autorizadas.

Screenlogger: Forma avançada de keylogger.

Senha: Conjunto de caracteres utilizado para verificar a identidade de um usuário.

Site: Local na web nominado por um domínio, constituindo várias páginas de um hipertexto e que podem ter conteúdo variado.

SMS (Short Message Service): Tecnologia utilizada para enviar e receber mensagens curtas de texto.

Sniffer: Dispositivo usado com o objetivo de captura e armazenamento de dados que trafegam entre redes.

Spam: E-mails não solicitados, enviados em grande volume para uma lista pessoas.

Spammer: Indivíduo que envia o spam.

Spyware: Categoria de software que monitora atividades de um sistema e envia informações coletadas para terceiros, sem autorização.

SSH (Secure Shell): Protocolo para acesso a computador remoto através de criptografia, que permite ações como a execução de comandos e transferência de arquivos.

SSID (Service Set Identifier): Grupo de caracteres que identifica uma rede sem fio.

Trojan Horse: Cavalo de Troia.

UCE (Unsolicited Commercial Email): Termo que se refere aos e-mails comerciais que não são solicitados pelo usuário.

URL (Universal Resource Locator - Localizador Padrão de Recursos): É o endereço de um recurso disponível em uma rede.

Vírus: Frutos da criação de pequenos programas com objetivo de causar danos à máquina infectada. Eles podem apagar dados, capturar informações e alterar seu funcionamento normal.

Web bug: Pequena imagem que monitora o acesso de uma página da web ou de uma mensagem de e-mail.

Wi-Fi (Wireless Fidelity): Redes sem fio que utilizam os padrões 802.11.

WLAN (Wireless Local-Area Network): Tipo de rede que usa ondas de rádio de alta frequência em vez de utilizar cabos.

WPA: Protocolo de segurança para redes sem fio.